3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto

Vender um veículo parece uma tarefa simples. Contudo, existem etapas e cuidados que devemos tomar antes de realizar esse processo. Por isso, hoje listamos 3 cuidados fundamentais para transferir a moto. Então, acompanhe este artigo para saber mais sobre os 3 cuidados fundamentais para transferir a moto.

publicidade
3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto
3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto

Qual o processo para transferir uma moto?

A princípio, a transferência de veículos é um processo necessário e obrigatório para registrar a troca de propriedade de um automóvel.

publicidade

Nesse sentido, as regras estão descritas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que também determina que a transferência seja feita em até 30 dias após a compra ou venda de uma moto.

✓ Fique por dentro das principais novidades e informações:

publicidade
Fonte: Minuto Seguros

Desse modo, caso deixe de cumprir o prazo para transferir a moto, será necessário pagar uma taxa de R$195,23. Além disso, o antigo proprietário perde cinco pontos na carteira de habilitação.

Agora que você sabe o que é a transferência, precisa se atentar a 3 cuidados fundamentais para transferir a moto. Acompanhe mais a seguir:

publicidade

O que é preciso para fazer a transferência de uma moto?

Antes de saber os cuidados necessários para transferir a moto, é importante saber como efetuar o processo de transferência corretamente.

3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto
Fonte: Webmotors

Em primeiro lugar, o comprador e vendedor devem verificar se não existe nenhuma pendência junto ao Detran de seu município. Por exemplo, multas ou taxas pendentes.

publicidade

Para isso, basta acessar a página oficial do Detran de seu estado e informar o número da placa ou o Renavam do veículo em questão.

Desse modo, caso não haja nenhuma pendência, é preciso atualizar os dados do cadastro do veículo no Detran e no Renavam. Nesse sentido, os envolvidos vão preencher um formulário disponível no site do Detran comunicando a venda e compra.

Fonte: Despachante.com
publicidade

Em seguida, é necessário pagar o Documento de Arrecadação Estadual – DAE, marcar uma vistoria e solicitar a emissão de novos Certificado de Registro de Veículo e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Além disso, os seguintes documentos serão necessários:

  • Cópia e documento original da CNH ou de algum documento pessoal com foto;
  • Comprovante de endereço dos últimos três meses em nome do comprador ou de um parente de 1º grau;
  • CRV do proprietário anterior, preenchido em nome do comprador (com firma reconhecida tanto do vendedor quanto do comprador);
  • Comprovante de pagamento da Taxa de Emissão do novo CRV;
  • Quitar qualquer multa ou taxa que esteja pendente;
  • Formulário do Renavam preenchido em duas (2) vias.
publicidade
3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto
Fonte: CanalTech

Entretanto, é importante ressaltar que se o antigo e o novo dono não residirem no mesmo município, é necessário fazer um novo emplacamento.

Agora, vamos te contar os 3 cuidados fundamentais para transferir a moto. Acompanhe:

publicidade

✓ Veja também:


3 cuidados fundamentais para transferir a moto

A princípio, você já está finalizando o processo de venda de seu veículo. Porém, antes é importante verificar alguns aspectos cruciais para garantir que o processo ocorra de forma tranquila.

publicidade
Fonte: Chaves na Mão

Para isso, listamos alguns cuidados fundamentais para transferir a moto. Confira:

1- Faça a transferência dos documentos somente após receber o pagamento pelo veículo.

Primeiramente, essa é uma das dicas mais importantes que você deve considerar. Nesse sentido, nunca comece o processo de transfência se ainda não tiver recebido o valor pela venda.

publicidade
3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto
Fonte: Blog da ABAC

2 – Formalize todo o processo de compra e venda

Após receber o pagamento ser feito, é importante comunicar o processo de venda do veículo ao cartório. Com firma reconhecida e tudo! Desse modo, a etapa faz parte dos cuidados fundamentais para transferir a moto.

Nesse sentido, o processo é feito através do preenchimento do Certificado de Registro do Veículo (CRV) ou Documento Único de Transferência (DUT). Ou seja, esses documentos mostram onde terão as informações referentes ao novo dono.

publicidade
Fonte: AutoEsporte

3 – Preencha com cuidado o CRV

Para finalizar a lista de 3 cuidados fundamentais para transferir a moto, é preciso preencher com muito cuidado o CRV. Portanto, não entregue em hipótese alguma, o CRV em branco.

Dessa forma, você irá evitar que alguém fraude sua assinatura ou altere os dados de responsabilidade pela moto.

publicidade
3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto
Fonte: Estadão

Além disso, mesmo que o comprador ou o despachante insista, não entregue o CRV em branco para ninguém. Logo, você evita que alguém clone sua assinatura ou altere os dados de responsabilidade da moto.

E para mais informações sobre dicas e cuidados com a documentação da sua moto, não deixe de acompanhar nosso portal diariamente.

publicidade
Este artigo foi útil? AVALIE

Avaliação média:
Total de Votos:

3 Cuidados fundamentais para Transferir a Moto

Ricardo Lins
Formado em jornalismo, Ricardo Lins é especialista em produção de conteúdo automotivo. Com mais de 4 anos de experiência na área, entrega artigos e notícias atualizadas sobre lançamentos e comparativos de motos para o nosso portal de forma confiável e imparcial.